Palecolé ultrapassa 30 unidades em oito meses

A rede de franquias Palecolé, especializada em paletas mexicanas, ultrapassou a marca de 30 unidades em menos de 08 meses. Com uma evolução constante, através de seu modelo de franquia diferenciado, a marca espera chegar a 70 estabelecimentos até o final de 2015, o que permite a previsão de 5 milhões de reais para o faturamento deste ano.

Lançada em setembro de 2014, em Balneário Camboriú, Santa Catarina, a marca ganhou adeptos rapidamente pelo seu baixo custo – com possibilidades a partir de 65 mil reais – e pelo modelo de máster franqueado, que permite uma expansão mais rápida, através dos responsáveis locais, que acompanham, desenvolvem e localizam novos franqueados. “Nosso modelo é bastante agressivo, mas ao mesmo tempo bem estruturado e de desenvolvimento na base. Queremos unidades saudáveis e com força” explica Anderson Galvez, diretor geral da Palecolé.

Com fábricas em todos os estados presentes, a empresa possibilita um custo menor para os franqueados, pois permite uma reposição mais rápida e com distribuição com gastos menores. Esse modelo diferencia a marca das demais opções do mercado, pois permite maior força às cidades do interior. “O cenário atual é de uma provável saturação dos grandes centros, não só na questão de empreendimentos, mas também gastronômico, então é preciso uma ampliação do público e as cidades do interior possuem grande potencial de crescimento” detalha Anderson.

Presente em Minas Gerais, Santa Catarina, São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás e Distrito Federal as paletas da Palecolé caíram no gosto e se tornaram a nova febre gastronômica no Brasil. Elas são maiores que os picolés convencionais, têm, em média, 120 gramas e custam entre R$6 e R$8 reais. Um produto mais saudável, sem conservantes ou adição de componentes artificiais. Disponível em mais de 20 sabores, como Cupuaçu, Capuccino, Chocolate Belga, Mescla de Amora, Oreo, Paçoca, Açaí com Banana, Creme com Doce de Leite, Nozes e a mais nova de Marguerita.

Desenvolvimento pessoal e crescimento conjunto

Por desenvolver um produto diferenciado, a Palecolé trabalha com a visão de consultores, ao invés de simples atendentes. Esse conceito surge em um momento onde o desenvolvimento do relacionamento entre marca e consumidor se torna algo valioso. “Nós buscamos um conceito mais próximo entre nosso o consumidor e nossos colaboradores, o varejo precisa ter como sabedoria que a experiência irá definir quem permanece e quem sai do mercado”, explica Anderson.

Com diversos treinamentos, cursos internos e processos de desenvolvimento entre os gestores e os colaboradores, a Palecolé irá aplicar um diferencial dentro do mercado. “Atualmente, os projetos de crescimento sobre os profissionais das franquias ainda é básico, é nesse momento em que a marca irá possibilitar um crescimento natural e em grande escala”, detalha Anderson.

A empresa colocará em prática a “Academia Palecolé”, projeto que permite aos colaboradores uma evolução constante e mais uniforme, pois atingirá desde diretores, máster franqueados, assim como os responsáveis e funcionários das unidades. A ação terá como base o incentivo e a qualificação efetiva com o uso de premiações e cursos.

“Franquias são feitas de pessoas: gestores, colaboradores e fornecedores, eles precisam evoluir para tornar a marca mais forte, tanto a unidade, quanto em nível nacional. A Palecolé quer ter esse diferencial, um processo bem definido e com crescimento mensurável”, conclui Galvez.

Palecolé em números:

MICRO FRANQUIA “A” (quiosque pequeno em formato de carrinho) Para cidades até 50 mil habitantes (IBGE) Franqueado exclusivo do município abrangido. Taxa de Franquia: R$ 25.000,00 Equipamentos e mobiliário (por ponto de venda): R$ 25.000,00 Propaganda inaugural, identidade visual e despesas pré-operacionais: R$ 5.000,00 Estoque inicial: R$ 5.000,00 (30 dias antes da inauguração) *Investimento total estimado: R$ 60.000,00 + R$ 5.000,00 Capital de Giro (Não está incluso frete do quiosque)

MICRO FRANQUIA “B” (quiosque pequeno em formato de carrinho) Para cidades de 50 mil até 75 mil habitantes (IBGE) Franqueado exclusivo do município abrangido. Taxa de Franquia: R$ 30.000,00 Equipamentos e mobiliário (por ponto de venda): R$ 25.000,00 Propaganda inaugural, identidade visual e despesas pré-operacionais: R$ 5.000,00 Estoque inicial: R$ 5.000,00 (30 dias antes da inauguração) *Investimento total estimado: R$ 65.000,00 + R$ 5.000,00 Capital de Giro (Não está incluso frete do quiosque)

MICRO FRANQUIA “C” (quiosque pequeno em formato de carrinho) Para cidades de 75 mil até 100 mil habitantes (IBGE) Franqueado exclusivo do município abrangido. Taxa de Franquia: R$ 35.000,00 Equipamentos e mobiliário (por ponto de venda): R$ 25.000,00 Propaganda inaugural, identidade visual e despesas pré-operacionais: R$ 5.000,00 Estoque inicial: R$ 8.000,00 (30 dias antes da inauguração) *Investimento total estimado: R$ 73.000,00 + R$ 5.000,00 Capital de Giro (Não está incluso frete do quiosque)

QUIOSQUE Para cidades acima de 100 mil habitantes (IBGE) Franqueado NÃO exclusivo do município abrangido. Taxa de Franquia: R$ 50.000,00 Equipamentos e quiosque: R$ 48.000,00 Propaganda inaugural, identidade visual e despesas pré-operacionais: R$ 10.000,00 Estoque inicial: R$ 8.000,00 (30 dias antes da inauguração) * Investimento total estimado: R$ 116.000,00 + R$ 20.000,00 Capital de Giro (Não está incluso frete e montagem do quiosque)

LOJA Para cidades acima de 100 mil habitantes (IBGE) Franqueado NÃO exclusivo do município abrangido. Taxa de Franquia: R$ 50.000,00 Equipamentos, obra e mobiliário: R$ 56.000,00 Propaganda inaugural, identidade visual e despesas pré-operacionais: R$ 20.000,00 Estoque inicial: R$ 16.000,00 (30 dias antes da inauguração) * Investimento total estimado: R$ 142.000,00 + R$ 20.000,00 Capital de Giro

Por: Redação
Fonte: SuaFranquia.com