Franquia Bebelu Sanduíches fatura R$ 120 mil ao mês

A marca começou a expansão por meio do franchising em 2005 e hoje conta com 68 unidades

São Paulo –A rede Bebelu Sanduíches está presente em 16 estados e foi fundada em 1986, em Fortaleza. Entrou no franchising em 2005 e hoje conta com 68 unidades.

Para abrir uma loja da marca, é preciso ter uma área mínima de 36 metros quadrados. O faturamento médio mensal por unidade é de 120 mil reais. A equipe varia de acordo com o tamanho da franquia, de 12 a 18 funcionários.

Investimento inicial: de 300 mil a 500 mil reais
Prazo de retorno do capital: a partir de 18 meses

 

Por: Camila Lam

Fonte: Exame.com

Com início em carrinho de lanches, rede cearense Bebelu vira a 5ª franquia de fast-food do Brasil

No início conhecida como Babalu, a marca Bebelu começou em Fortaleza, conquistou espaço nas regiões Sul e Sudeste do país e pretende chegar a 200 lanchonetes até 2017

 
As combinações nos sanduíches para além do hambúrguer e salada surgiram para matar a fome dos amigos após noites de festas na cozinha do fundador da marca, Dernier Pessoas Rios, em 1986. “Naquela época não tinha opções de lanchonetes na madrugada”, comentou Rony Xinemes, que viria a se tornar diretor da Bebelu Lanches 18 anos depois.Os sabores ganharam ar comercial  em um carrinho de lanches ambulante montado na calçada da residência da família de Dernier, na Av. Sargento Hermínio, no Bairro Monte Castelo, em Fortaleza.
As vendas aumentaram e o carrinho improvisado transformou-se em um trailler. “Ele era gordinho e baixinho e chamavam ele de Babalu por causa do chiclete”, justifica o primeiro nome da empresa o atual diretor.

 

A marca enfrentou dificuldades para ser patenteada devido a um processo da Adams, fabricante do Babalu. Após uma pesquisa, a rede fast-food foi renomeada para Bebelu.Concorrente “mordida-a-mordida” com gigantes do ramo fast-food, a empresa cearense Bebelu conseguiu ocupar um lugar de destaque no setor alimentício nacional. A marca que começou em um carrinho de lanches na calçada, hoje se multiplicou em 80 lojas e conquistou o título de quinta melhor franquia de fast-food do Brasil e a primeira no Nordeste, segundo a revista Pequenas Empresas Grandes Negócios. Apenas no ano passado, o faturamento chegou a R$ 100 milhões.

 

Expansão

Os planos para o empreendimento são ainda maiores para os próximos anos. A meta é estender para 200 unidades até 2017, adiantou o diretor da Bebelu. “Até final do próximo ano vamos chegar a 100 e entre 2016 e 2017 dobrar esse número”, declarou o empresário.No caminho atual para a expansão há dois focos: consolidar as regiões no norte do país e investir no mercado do Sul e Sudeste. Segundo Roni, apenas nesse mês 10 novas lojas irão ser inauguradas: quatro em Fortaleza, uma no município do Eusébio, uma em Iguatu, duas em Pernambuco e outras duas na Bahia, as primeiras no estado.O empresário atribuiu o sucesso da franquia aos ingredientes dos sanduíches, que segundo ele, são típicos do Nordeste, como frango, carne do sol, filé e frutas. “Antigamente existia muita rejeição para uma marca entrar no Sudeste, mas com a febre de produtos nordestinos, nós conseguimos. E deu certo. Para ter uma noção, o sanduíche mais vendido em São Paulo é de carne de sol com queijo coalho. Nossos concorrentes todos têm produtos básicos”, disse Rony.O empreendedor apontou como outro diferencial o controle total da produção. “Tudo é feito pela gente, desde a ponta. O pão é feito na nossa padaria, por exemplo. Nós temos a logística, a franchising e o call center”.

 

 

Por: Wolney BatistaFonte: Tribuna do Ceará

Bebelu quer atingir 200 unidades em todo o País

Em 2013, a rede fechou com faturamento de R$ 100 milhões. Neste ano, este número deve crescer cerca de 32%

Diante do comportamento cada vez mais usual entre as famílias de comer fora de casa, a rede cearense de lanchonetes Bebelu pretende alcançar mais de 200 unidades em todo o País até 2016. Para seguir os planos de expansão, a empresa investiu, nos últimos dois anos, cerca de R$ 15 milhões na estruturação de um projeto de distribuição e em um novo complexo industrial, localizado em Horizonte.

Com a ampliação, o novo complexo, que passou de 780 m² para 12 mil m², expandiu a capacidade de produção para atender até 400 unidades. "Inicialmente, eram produzidos apenas 60% dos produtos na fábrica. Com a nova planta, entraram para a linha de produção 100% dos insumos que incluem pão, hambúrguer, recheios, molhos, entre outros", conta Rony Ximenes, presidente da Bebelu.
Atualmente, a rede de lanchonetes cearense conta com 67 unidades. Agora, a empresa visa abrir novas lojas em cidades economicamente ativas do Interior dos estados do Sudeste, Centro-Oeste e Norte, diz Rony Ximenes
Por conta do investimento na expansão da fábrica, foi necessário também uma reestruturação do projeto de distribuição. De acordo Ximenes, o franqueado perdia muito tempo indo atrás de fornecedores locais e se dedicava menos ao operacional e administrativo da unidade. Atualmente, o sistema faz com que haja um maior controle de estoque, já que a rede é o principal fornecedor de tudo que é necessário para a comercialização das unidades. "Conseguimos vender mais barato para nossos franqueados. Com o uso de fornecedores eles chegavam a pagar até 40% mais. Por isso, montamos um mini-atacado onde o franqueado pode encontrar todos os recheios, pães, molhos enlatados, embalagens, produtos de limpeza, fardamentos, material de divulgação, entre outros".
Logística

Com a expansão da fábrica, o processo de logística também foi alterado. Segundo o executivo, os custos com transporte eram altos e influenciavam no preço final dos produtos. Por isso, a empresa instalou uma central de logística na mesma planta do complexo visando facilitar o deslocamento no Norte e Nordeste. As regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste são atendidas pela central de distribuição situada em Osasco, São Paulo. "Com essa medida, conseguimos economizar em até 50% o valor do frete".

Novas franquias

Além do Ceará, atualmente, a Bebelu está presente em outros 13 estados, com 67 lojas abertas e 11 em fase de inauguração até o fim deste ano. Conforme Ximenes, o aumento no número de lojas só será possível por meio de franchising. Para isso, a empresa está levando a rede cearense de fast food a traçar o caminho do interior do País para seguir com seus planos de expansão. "A principal porta de entrada será através dos novos shoppings centers que estão sendo erguidos. Queremos expandir para cidades do interior dos estados do Sudeste, Centro-Oeste e Norte".

Faturamento

No ano passado, a rede de lanchonetes fechou com faturamento de R$ 100 milhões. "Quero fechar 2014 faturando R$ 132 milhões e, em 2016, R$ 350 milhões", ressalta. Atualmente, o investimento inicial para tornar-se um franqueado está entre R$ 300 mil e R$ 400 mil. Já o faturamento mensal fica em torno de R$ 100 mil, sendo que a construção da loja é flexibilizada, onde o fraqueado pode optar em construir com quem desejar ou deixar a cargo da Bebelu. "A expansão só está sendo possível pois conseguimos fabricar em escala industrial um cardápio com o mesmo sabor artesanal de antes", assinala Ximenes.
Clique aqui para assistir à reportagem completa.

Fonte: Diário Nordeste – (http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/negocios/bebelu-quer-atingir-200-unidades-em-todo-o-pais-1.1089906) Sábado, Agosto 30, 2014
Tire suas dúvidas